Documentário “Expedição 21” tem participação da coordenadora do Núcleo de Acessibilidade da URI Santo Ângelo

No dia 18 de julho, o documentário Expedição 21 será apresentado no Palácio dos Festivais, em Gramado, e deverá chegar nas plataformas digitais ainda este ano. A produção mostra os resultados da imersão Expedição 21, realizada de 5 a 8 de novembro de 2018, em Florianópolis/SC, com o objetivo de desenvolver a independência e autonomia de 18 adultos com síndrome de Down.

Com duração de 70 minutos, o documentário mostra os bastidores dos quatro dias da Expedição, as conquistas dos participantes após a experiência, e como eles conseguiram superar seus próprios limites para se reconhecerem como adultos.

A iniciativa é do projeto Cromossomo 21, idealizado pelo Educador Social Alex Duarte, premiado diretor de cinema pelo filme “Cromossomo 21”. “Muito do que nós somos, independentemente de fatores genéticos, é resultado do contato que temos com o meio em que vivemos e das pessoas com as quais nos relacionamos durante toda a vida. A Expedição 21 é um exemplo real de que a deficiência não limita”, explicou Alex.

Dentre os especialistas que participaram da construção do documentário, está a coordenadora do Núcleo de Atendimento Especializado e Núcleo de Acessibilidade da URI Santo Ângelo, Carina Streda. Suas contribuições são o resultado de sua pesquisa de doutorado desenvolvida no Programa de Pós-Graduação em Educação da UFRGS, sob orientação da professora Dra. Carla Karnoppi Vasques.

“Na contramão dos discursos que insistem em catalogar comportamentos padrão para pessoas que tem em comum diagnósticos e categorias, Alex evidencia, através da Expedição 21, o que há muito viemos pesquisando: que os limites estão nas antecipações culturais que atribuem a características orgânicas o caráter de impossibilidade”, observa Carina Streda.

A produção contou, também, com a participação de outros profissionais que são referência no assunto no Brasil, entre eles o PhD e Médico Geneticista, Dr Zan Mustachi, o Neurocientista e Neuro Cirurgião Fernando Pinto Gomes e a Médica e Pesquisadora do Hospital Albert Einstein, Ana Cláudia Brandão.

Mais informações a respeito: https://cromossomo21.com.br/